Filhos herdam inteligência da mãe (e não do pai), aponta estudo

 

Pode não parecer surpreendente, mas estudos iniciados na Universidade de Cambrigde, em 1984, apontam para o fato de que a inteligência dos filhos têm muito mais chances de vir da mãe do que do pai.

giphy-2

COMO ISSO FUNCIONA GENETICAMENTE?

Isso acontece, pois a inteligência (identificada em comportamentos estudados no córtex cerebral) é originada do cromossomo X.

Tendo isso em vista, a matemática é simples: a informação genética da mãe contém dois X enquanto a do pai apenas um (XX vs XY).

Por esse motivo, a mulher é mais propensa a transmitir genes de inteligência do que o homem.

Isso é observado por meio de estudos em laboratório com ratos geneticamente modificados em que aqueles com uma dose extra de genes maternos desenvolviam cabeças e cérebros maiores, juntamente com corpos menores.

Já aqueles com uma dose extra de genes paternos tinham cérebros pequenos e corpos grandes.

o-cersei-facebook

Nesse estudo, os pesquisadores identificaram células que continham apenas genes maternos ou paternos em seis partes diferentes do cérebro do rato que controlavam diferentes funções cognitivas: desde hábitos alimentares até memória.

O resultado foi um acúmulo de genes paternos em partes do sistema límbico, o qual está relacionado a funções tais como o sexo, alimentação e agressividade.

Por outro lado, esses mesmos genes do pai não foram encontrados no córtex cerebral, que é onde as funções cognitivas mais avançadas ocorrem, como o raciocínio, pensamento, linguagem e planejamento.

“Mas nós não somos ratos!”, você pode alegar. E com razão.

cersei04

Por conta disso, pesquisadores de Glasgow, na Escócia, escolheram uma abordagem mais humana para explorar as origens da nossa inteligência.

Tem mais depois da PUB 🙂

Eles entrevistaram 12.686 jovens entre as idades de 14 e 22 de cada ano a partir de 1994.

Apesar de terem levado em conta vários fatores como educação, raça e status sócio-econômico, a equipe ainda concorda que o melhor ancestral de inteligência humana é o QI da mãe.

FATORES EXTERNOS À GENÉTICA TAMBÉM COLABORAM

No entanto, a investigação também torna claro que a genética não é o único fator determinante da inteligência, já que apenas 40% a 60% dela é estimada para ser hereditária, deixando uma boa parte da responsabilidade para o meio.

Será que, como diria Rousseau, “o homem nasce bom e a sociedade o corrompe”?

Bom, nesse contexto, não só as mães como os indivíduos que fazem parte do crescimento da criança ganham um papel significativo na formação “não-genética” da inteligência.

giphy

Para provar isso, pesquisadores da Universidade de Washington descobriram que uma ligação emocional segura entre mãe e filho(a) é crucial para o crescimento de algumas partes do cérebro.

Depois de analisar a forma como um grupo de mães se relacionavam com seus filhos durante sete anos, os pesquisadores descobriram que crianças que foram apoiados emocionalmente e tiveram suas necessidades intelectuais cumpridas tinha um 10% do hipocampo (área do cérebro associada à memória, aprendizagem e resposta ao estresse) maior do que as crianças cujas mães eram emocionalmente distantes.

A forte ligação com a mãe, de acordo com essa pesquisa, dá à criança uma sensação de segurança que lhes permite explorar o mundo, e a confiança necessária para resolver problemas.

Eu ainda aproveitaria para reforçar a importância de todos os membros na formação cognitiva de uma criança em vez de responsabilizar, mais uma vez, total e exclusivamente, a mãe sobre os resultados do filho.

Não há nenhuma razão para que os pais (avós, tios, padrinhos ou quem quer que seja que eduque com amor) não possam desempenhar um papel tão grande quanto o das mães.

Além do mais, os cientistas ainda acreditam que há uma série de outras características genéticas determinadas – como intuição e emoções – que podem ser a chave para libertar o potencial de inteligência, e que – pasmem – podem ser herdadas do pai também.

Se você achou este artigo interessante, compartilhe (principalmente se for com a sua mãe, ela vai adorar esta notícia)!

Fonte: independent.co.uk.

Não pare agora 🙂